© 2023 by YOU DRIVE IT WE FIX IT​.All rights reserved                                                                                                          REMOÇÃO: A PARTIR DE R$ 450,00.                                                        ATUALIZADO EM: 15.09.19

 ACEITAMOS TODOS OS CARTÕES DE CRÉDITO E DEBITO 

ALERTAS E DICAS

01

CRIME E RESPONSABILIDADE AMBIENTAL:

Matar abelhas é crime ambiental, por isso que a nossa empresa não faz o uso de nenhum tipo de inseticida.

02

ALTAMENTE PERIGOSO, NÃO SE ARRISQUE:

O apicultor é o único técnico responsável com conhecimentos para lidar com as abelhas, então se você não é um apicultor não arrisque a sua vida e nem as pessoas no entorno.

03

EQUIPE TÉCNICA:

Temos uma equipe de apicultores no Rio de Janeiro especializada em retirada de abelhas, remoção de colmeias, captura de enxames de vespas e marimbondos.

ECOLOGICAMENTE CORRETA:

04

Nosso trabalho consiste em uma forma ecologicamente correta para os nossos clientes se livrarem dos perigos das abelhas.

05

PERIGO PARA ALÉRGICOS:

Para uma pessoa alérgica, basta uma picada para ter uma morte súbita.

06

PERIGO PARA NÃO ALÉRGICOS:

Para algumas pessoas sem alergias cinquenta picadas levam à morte.

      LEIA COM MUITA ATENÇÃO ESSA DICAS!!!


Apis mellifera. Esse é o nome científico da abelha, dado por Linnaeus. Mas, dentro do próprio nome encontramos o termo fera, o que condiz com o seu comportamento feroz...

Normalmente as abelhas são operárias laboriosas, que polinizam flores e produzem cêra e mel, vivendo em uma colméia. Mas algumas raças de abelhas são emocionalmente instáveis, e se irritam com qualquer coisa diferente...

Algumas características e dicas que se deve saber sobre esses insetos:

As abelhas são úteis ao homem a milhares de anos, e resultam de uma seleção entre várias raças. A abelha mais comum no Brasil é resultado da mistura de uma variedade nativa com a famosa abelha africana... Sim, ela mesma! Ou seja, sua produtividade de mel é alta, porém ela tem o pavio curto...

As abelhas são particularmente perigosas quando estão em enxame, para formar uma nova colônia. Os ânimos estão exaltados pelas disputas entre as possíveis rainhas, e elas atacam simplesmente devido ao clima reinante no enxame... E quanto maior o enxame, mais suscetíveis a iniciar um ataque elas estarão... Por outro lado, uma abelha solitária que, por exemplo, entre em sua barraca, está somente procurando néctar, e só picará se for ameaçada...

Mesmo quando já estabelecidas em uma colmeia, algumas variedades de abelha se irritam facilmente com movimentos próximos à colônia. Evite passar a menos de dez metros de uma colmeia, especialmente se esta estiver alvoroçada. 

Ao notar um enxame enfurecido, não grite, pois as abelhas são atraídas por sons agudos. Evite também gestos bruscos, que podem ser interpretados como uma ameaça. 
As abelhas, assim como os borrachudos, são atraídas pelas cores escuras. Evite, portanto, usar roupas pretas, vermelhas ou de cores escuras. 

As abelhas são atraídas por um hormônio excretado no local da picada. Ou seja, ao se tomar uma picada, as outras abelhas do enxame são atraídas para o mesmo local com uma única ordem: PICAR. Ao ser picado, afaste-se imediatamente do local... 

Ao ser atacado mantenha a calma... Parece besteira, mas as abelhas são atraídas pelo descontrole, provavelmente o hormônio adrenalina... E pessoas que conseguem se manter calmas tomam um número menor de picadas... Além do mais, o desespero pode levar a vítima a se machucar seriamente em um galho, ou cair num precipício... 

Mesmo sem ser picado, mantenha a calma. Nós, do Trilhas e Aventuras, nunca sofremos um ataque, talvez por respeitar o inimigo, porém sem entrar em pânico ao observar colméias e enxames. Claro que isso poderá mudar a cada trilha que fazemos, devido ao temperamento desses bichinhos.

No caso de ataque, corra para o mato. Saia da trilha e entre na vegetação densa. Não mantenha uma direção definida, correndo em zigue-zague (abelhas são péssimas em curvas fechadas), e raspando deliberadamente nas folhas e galhos para que estes tirem as abelhas de seu alvo (você) e também para que o sumo das folhas mascare os hormônios liberados pelas abelhas agressoras em sua pele. Com sorte e alguma disposição você conseguirá despistar as agressoras, ainda que se arranhando um pouco no mato... 

Em campo aberto corra, mas também em zigue-zague. Procure por obstáculos e corra na direção deles (mas não em linha reta!). Certamente você levará algumas picadas, mas escapará do grosso do ataque... 

A velha estratégia de mergulhar na água pode funcionar, desde que você seja um bom mergulhador e consiga sair da área crítica por baixo da água. Desnecessário dizer que é melhor tomar umas picadas a se afogar, ou pior, mergulhar num local que não permita a fuga, e cada vez que se respirar tomar mais picadas no rosto, e depois se afogar... 

Uma outra opção é, independente de se estar em campo aberto ou não, se cobrir com algo espesso, como um saco de dormir, cobertor, etc. Lembre-se: A picada da abelha perfura tecidos finos, e como elas são pequenas poderão penetrar por frestas. No caso de conseguir algo adequado para se cobrir, tenha paciência para aguardar a dispersão do enxame, o que pode levar um certo tempo. Não confie muito em se abrigar em barracas, a não ser que dentro da barraca você possua um saco de dormir. Cuidado, elas  podem descobrir um meio de entrar.


Mesmo que sua decisão seja correr, diminua sua área exposta colocando sua jaqueta, ou o que tiver à mão. Desde que realmente esteja à mão, pois rapidez é fundamental numa situação destas.

Proteja os olhos: uma picada de abelha no globo ocular quase certamente levará à cegueira do olho atacado. Na impossibilidade de correr (em uma montanha, por exemplo) tente curvar-se sobre si mesmo, e proteja os olhos com as mãos. 

O ataque de um grande enxame pode ser mortal. A maioria das pessoas resiste em média a mais de 50 picadas, mas há casos de mortes com apenas 3 picadas. Por outro lado, há quem resista a 400 picadas. Como você não conhece o seu limite, tente evitar ao máximo levar novas picadas. Além do mais, um grande enxame pode facilmente ultrapassar a casa do milhar.

As reações ao veneno são ligadas à sensibilidade prévia da vítima aos componentes deste, e proporcionais ao número de picadas. Umas poucas picadas podem desencadear uma reação alérgica onde a vítima poderá sofrer bronco-espasmo, edema da glote e choque anafilático. Traduzindo: A reação alérgica impedirá a vítima de respirar e esta entrará em estado de choque. Neste caso a presença de um anti-histamínico no estojo de primeiros socorros é fundamental (ex: Polaramine ®), e em último caso poderá se fazer uma traqueostomia.

No caso de muitas picadas, o procedimento é basicamente o mesmo: ministra-se um anti-histamínico à vítima, e esta deve ser removida imediatamente a um hospital para que os procedimentos adequados possam ser tomados. O veneno contém inúmeros elementos, dentre eles anti-coagulantes, elementos que causam insuficiência renal e respiratória e hipertensão arterial. Não é brincadeira! O perigo é potencialmente maior que uma picada de escorpião! 

Se isso serve de consolo: A abelha ao picar perde seu ferrão, a bolsa de veneno e, juntamente com isso, órgãos vitais de seu abdomen. Pouco tempo após a picada, ela morre... Por essa razão leve em seu kit uma pinça para extrair a bolsa de veneno, pois esta poderá inocular mais veneno se for pressionada. A técnica para retirar corretamente o ferrão é, com a pinça, puxar pela base, no local mais próximo à sua pele, sem pressionar a bolsa ou as vísceras
O mesmo não vale para vespas e marimbondos. Após picar eles estão prontos e dispostos para picar novamente.

                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                 CRÉDITOS:http://www.trilhaseaventuras.com.br

Como Tratar uma Ferroada de Abelha

Você acabou de ser ferroado por uma abelha?

 Avisos importantes:

Você acabou de ser ferroado por uma abelha? A picada de abelha pode doer, mas existem algumas maneiras de reduzir os sintomas. Este artigo irá mostrar-lhe como fornecer os primeiros socorros em caso de uma picada de abelha, assim como irá fornecer uma lista de remédios e algumas observações sobre a sua eficácia. Importante: Em caso de reações alérgicas é importante procurar o posto de saúde mais próximo. Na página do ministério da Saúde você poderá encontrar informações sobre o atendimento pelo sistema único de saúde. Esta mesma página recomenda que todos os casos em que haja um indício de reação alérgica sejam verificados por um profissional de saúde. Não é porque você nunca teve uma reação alérgica que você nunca terá uma. Existem mais de 20000 espécies de abelhas e se você for atacado por abelhas africanas precisará ser atendido imediatamente.

3 Passos:

 1º Passo:

RETIRE O FERRÃO: (Somente as abelhas deixam o ferrão e a glândula de veneno. Vespas, marimbondos e outros insetos não o fazem). Raspe o ferrão delicadamente com a unha ou a borda de um cartão de crédito. Não aperte o saco de veneno ou puxe o ferrão. Tente agir com rapidez para fazer com que o ferrão pare de espalhar veneno na pele.

PROCURE PRESTAR ATENÇÃO SE EXISTEM SINTOMAS DE UMA REAÇÃO ALÉRGICA:

Pulso rápido;

Dificuldade em respirar;

Inquietação e ansiedade;

Respiração ofegante ou dificuldade em engolir;

Inchaço dos tecidos da garganta, rosto ou boca;

Tontura ou uma queda repentina na pressão sanguínea.
Urticárias que aparecem como erupção, prurido vermelho e se espalham para outras áreas além da picada;

Se os sintomas estão presentes, procure atendimento médico urgente.

 2º Passo:

 3º Passo:

Lave o local da picada com água e sabão.
 

ALGUMAS SOLUÇÕES:


Remédios Caseiros: Mel; Gelo; Creme Dental; Vinagre e  Bicarbonato de sódio com Amaciante de carne, Loção de Calamina com Analgésico,

                                Creme de  Hidrocortisona, Anti-histamín[removed]icos.                                                                                                CRIADO POR: Ciccio Veronese, Jack.aw  

Aplique uma das seguintes soluções (ordenadas da mais eficaz para a menos eficaz).

1: Mel

Aplique mel no local da picada. Você sentirá uma sensação refrescante e a dor suavizará. Você sentirá a diminuição dos sintomas por 30 minutos. É importante salientar que é preciso ter cuidado ao utilizar o mel em locais onde possam haver mais abelhas, uma vez que elas são atraídas pelo mel.

2: GELO

Aplique gelo envolto em tecido no local da picada de abelha por uns 20 minutos. O frio contrai os vasos sangüíneos (o que irá retardar o fluxo de sangue contaminado com o veneno) e entorpece a dor e a coceira.

3: CREME DENTAL

Aplique na picada de abelha. A sensação de formigamento fará você sentir como se estivesse arranhando a área que está coçando, o que irá aliviar o incômodo. Aguarde 15 minutos até os sintomas diminuírem. Reaplique em 5 horas.

 

5: LOÇÃO DE CALAMINA COM ANALGÉSICO

Aplique uma loção de calamina com analgésico (por exemplo, Caladryl). Você vai começar a sentir um formigamento calmante. Aguarde 45 minutos até os sintomas diminuírem. Reaplique em 4 horas.

4: VINAGRE, BICARBONATO DE SÓDIO COM AMACIANTE DE CARNE

Misture os três até formar uma pasta. Amaciante de carne contém uma enzima chamada papaína, que pode quebrar as toxinas existentes no veneno de abelha. Esta mistura fará com que você fique com um cheiro estranho, devido ao vinagre e o amaciante. Aplique-o no local da picada de abelha. A mistura vai criar uma espuma. Aguarde uns 20 minutos para que os sintomas diminuam, e desaparecer cerca de uma hora após a aplicação. Reaplique depois de 3 horas.

 

6: CREME DE HIDROCORTISONA

Aplique creme de hidrocortisona vendido sem receita (siga as instruções da bula) no local da picada. Ao secar o creme se tornará branco. Espere até que os sintomas tenham aliviado um pouco. Reaplique quando você sentir que os sintomas retornaram com a intensidade anterior.

7:  ANTI-HISTAMÍNICOS
Aplique um creme anti-histamínico no local da picada. A maioria dos cremes são inodoros e irão secar de forma invisível, o que pode ser benéfico dependendo da sua situação.
Você deve esperar sentir ligeiramente o alívio dos sintomas durante cerca de 30 minutos a uma hora.Pode também usar anti-histamínicos orais, se prescritos pelo médico. Por iniciativa própria não deve fazê-lo, a não ser que o médico já tenha recomendado a administração de anti-histamínicos, em situações anteriores.

 

DICAS:

 

Se já fazem 10 anos ou mais desde a última vez que você tomou uma injeção antitetânica, procure  um  posto  de  saúde  para  que  uma  seja  aplicada.    Isto  é  muito  importante.